sábado, 18 de setembro de 2010

Do caminho

Virei a esquina
Na mais cálida escuridão
Não tive medo nem insegurança
Vi apenas um caminho
O qual percorri de olhos fechados
A mente guiando-me em silêncio
E meus pés seguiram.
Até agora permaneço neste caminho
Mas não quero ainda abrir meus olhos
Deixarei-os fechados
E verei aonde vou chegar.