sábado, 30 de abril de 2011

Do ser

Tu,
Deixa de ser banal
(Esquece o sentido literal.)
Não volta pra esse mundo.

Do lado

O que você viu
Não é o que sempre vê
- em mim -.
Mostro um lado
- descoberto -
O outro,
Nada se pode ver.
Apenas se quiser enxergar.
Contesto o texto
Para testar o contexto.
Faço sempre o inverso,
Sigo o meu enredo.

Da certeza

Direi que sim
Quando não me deixar pensar
- o não -